Mais Recentes :

Após prefeitura anunciar plano de recuperação de ruas não pavimentadas, população surge com críticas

Após prefeitura anunciar plano de recuperação de ruas não pavimentadas, população surge com críticas

De acordo com o release publicado pela prefeitura, “os dias ensolarados e secos do fim de semana foram importantes aliados à disposição do Município de avançar com o trabalho de recuperação de ruas não pavimentadas”.

A Secretaria de Serviços Urbanos e Infraestrutura (Ssui) da Prefeitura divulgou que está avançando com o trabalho de recuperação das ruas não pavimentadas, especialmente aquelas utilizadas como trajeto por linhas de transporte coletivo. De acordo com a titular da Ssui, Lúcia Amaro, a intenção é devolver à população ruas em boas condições. "Nossa prioridade é restabelecer o trajeto das linhas de ônibus para que possam retomar seus itinerários originais, sem a necessidade de manter desvios, proporcionando plena segurança e conforto para atender os usuários", afirmou Amaro. No entanto, resta saber se essas ações serão suficientes para satisfazer os moradores que têm enfrentado problemas com as condições das vias e que não estão totalmente convencidos de que a solução apresentada pela prefeitura será duradoura.

Em suas redes sociais, a prefeitura divulgou a ação com o seguinte texto: “As equipes da Prefa trabalharam no patrolamento e ensaibramento de ruas nos bairros Areal e Três Vendas. Cerca de 30 cargas de saibro foram usadas na ação!”. No entanto, na mesma publicação, há muitos comentários descontentes com a ação realizada. Moradores dos bairros Laranjal e Recanto Portugal se pronunciaram, destacamos os seguintes comentários:

Elisane Ortiz faz um apelo, “No Laranjal, especialmente o Valverde em uma sequência desastrosa e triste: enchente por falta de prevenção e de infraestrutura; entulhos que demoraram muito para retirar; buracos nunca antes visto (e olha que a buraqueira é rotina, não é de hoje que o bairro enfrenta); pedras, enormes, jogadas dentro de alguns buracos maiores (carros danificados! Imaginem a situação já que nem ônibus está passando); barramento feito para passagem de caminhões com bombas depois de um mês de casas fechadas e submersas... Acredito que dá até para aumentar essa lista de descaso…”

Ainda sobre o bairro Valverde, Danielle Tavares comenta que a população permanece sem ônibus devido ao estado das ruas. Ela relata nos comentários que os moradores são obrigados a “caminhar muitas quadras pra chegar onde ele [transporte público] está passando…”

Moradores do residencial Paraná, insatisfeitos com o trabalho anunciado pela prefeitura, acabaram fazendo uma postagem no instagram com a seguinte legenda: “Aproveitando a noite de domingo para fazer o serviço que a prefeitura insiste em negar aos cidadãos do bairro Sítio Floresta”.

A população fez um apelo para que o saibro não fosse mais utilizado, argumentando que as ruas estão esburacadas e que o saibro, frequentemente usado pelas prefeituras para tapar buracos em ruas de terra, apenas aumenta o nível da rua em relação às residências. Muitos moradores acreditam que essa prática funciona como um aterramento das calçadas, elevando as ruas acima do nível das casas e agravando o problema.

Neiza.mariza relata que “O recanto quase não tem como passar de carro, tem que escolher uma rua menos pior. Não tem carro que aguente, é lamentável a situação da cidade. Não dá para culpar as cheias pois antes já estava assim

Com a repercussão da postagem conseguimos perceber o sentimento de abandono e insatisfação que os moradores e moradoras de diversos bairros vêm sentido em relação ao trabalho executado pela Prefeitura. Nessa postagem também surgem comentários como o da Isabel Costa: “Não tem que postar nada como se tivessem fazendo um favor, isso é obrigação, é pra isso que pagamos o salário de vocês…”

Outro comentário que se vê com frequência na publicação é de que essas ações só são vistas em ano eleitoral - uma crítica, muitas vezes apontada com ironia, por quem paga tantos impostos e não se sente ouvido pelo poder público.

Redação: Luísa Brito

Foto: Divulgação Prefeitura de Pelotas 


0 comentários

Adicionar Comentário

Anunciantes