Mais Recentes :

Movimento Solidariedade Pelotas terá fórum permanente com IFSul e UFPel

Movimento Solidariedade Pelotas terá fórum permanente com IFSul e UFPel

Iniciativa criada por movimentos sociais e sindicatos para ajuda aos atingidos pela enchente ampliará atuação

Após o período de crise da enchente, o movimento Solidariedade Pelotas, iniciativa organizada de modo emergencial por sindicatos e movimentos sociais, continuará atuando no município. Em plenária realizada na última quinta, 13, no Auditório do Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul), foi deliberada a criação de um fórum que reunirá o movimento e também o IFSul e a Universidade Federal de Pelotas (UFPel). “A ideia é criar um vínculo forte entre movimentos sociais e instituições de ensino da cidade. Esse fórum vai fazer debates sobre soluções para a cidade”, explica Renato Della Vechia, um dos coordenadores do movimento.

O fórum, que ainda não tem um nome específico, se dedicará a pensar políticas públicas para a cidade no período posterior ao evento extremo. “A partir de agora vai haver mudanças na geografia da cidade, que incluem pensar as águas, as questões sociais, a ocupação do espaço urbano. E quem vai definir os novos rumos? Queremos levar propostas da comunidade, para que as políticas não sejam direcionadas apenas para atender aos interesses econômicos”, defendeu Lair de Mattos, presidente do Sindicato da Alimentação de Pelotas e também integrante da coordenação do Solidariedade Pelotas.

Depois de preparar mais de 20 mil refeições em duas cozinhas solidárias, organizar logística de entrega, doações, suporte a animais atingidos, o movimento agora se reestrutura para seguir atuando com outras tarefas, mantendo o vínculo forte com a comunidade.”O movimento mantém-se existente da forma como é e cria-se um fórum do qual o movimento faz parte. O movimento continua com outras tarefas, outros desafios. E um deles, esse fórum, para dar conta dessas demandas mais complexas que sozinho o movimento não tem como dar conta”, afirmou Lair.

Nova organização para novos cenários

Na mesma plenária que aprovou a criação do fórum, também foi definida a organização de um conselho deliberativo do movimento Solidariedade Pelotas. Esse conselho será composto por uma ou um representante de cada sindicato, movimento social ou entidade que já participa do movimento, ou ainda daquelas iniciativas que venham a se somar. “É a partir desse conselho que serão tomadas as decisões sobre os próximos passos diante dos novos desafios a serem enfrentados pelo movimento” explica Lucas Cunha, coordenador de comunicação do Solidariedade Pelotas. As outras instâncias deliberativas do movimento serão uma coordenação executiva e os espaços de plenária, esses abertos para toda a comunidade.

Entre as novas ações do movimento no período posterior à enchente está a atuação de fiscalização e controle social dos recursos recebidos pelo poder público municipal, para garantir que sejam direcionados às comunidades afetadas. Além disso, o Solidariedade Pelotas agora também atua com a organização de brigadas de limpeza para auxiliar as pessoas atingidas no retorno a suas casas. O movimento fará mutirões e distribuirá kits de higiene e limpeza.

Redação: Lara Nasi / Solidariedade Pelotas

Foto: Lucas Cunha


0 comentários

Adicionar Comentário

Anunciantes